quinta-feira, 24 de março de 2011

Mantra de sabedoria e paz



Mantra provém do sânscrito Man-mente e Tra-alavanca, é um poema religioso originados do hinduismo e também utilizado no budismo e jainismo. Os mantras tibetanos são entoados como orações que detém um poder específico de desenvolver chackras ou vibrar canais energéticos a fim de desobstruí-los.

OM MANI PADME HUM é traduzido como a jóia da consciência no coração do Lótus - o chackra, e significa que recebemos a jóia da consciência divina, no centro do nosso chakra da coroa. Este mantra tem sua origem na Índia e de lá foi para o Tibet. Este é o mantra mais utilizado pelos budistas tibetanos, e qualquer pessoa pode entoá-lo.

Estando feliz ou triste, ao entoar o "Mani Mantra", uma espontânea devoção surge em nossa mente e o grande caminho será fortemente realizado. Ao recitarmos o Mani Mantra, estamos penetrando a mesma roda metafísica que os Mestres Ascensos e não Ascensos da Grande Fraternidade Branca que estão constantemente empurrando a Roda da Evolução Espiritual da humanidade.

Avalokitesvara alcançou tão elevado grau de espiritualidade, como se tivesse subido a mais alta montanha. Destas alturas, estava para partir a planos ainda mais elevados e distantes da terra, quando ouviu um gemido que vinha do inconsciente coletivo da humanidade. Ao ouvir o lamento por sua partida, seu coração encheu-se de compaixão e Avalokitesvara prometeu ficar neste planeta trabalhando e servindo para evolução da humanidade. Este juramento bodhisatva, é feito por todos os Mestres que servem a Luz da Grande Fraternidade Branca. Eles deixam de seguir as sua evolução em planos superiores, para servir a Luz de seus irmãos ainda encarnados.

O mantra OM MANI PADME HUM é poderoso pois contém a essência de todo o ensinamento. Dalai Lama diz que o propósito de recitar este mantra é transformar o corpo impuro de suas palavras e mente, no puro e louvado corpo, palavra e mente de um Buda.
Existe também um grande numero de outros beneficios que resultam da repetição deste mantra, incluindo a produção do mérito e destruição do carma negativo. A senda das seis perfeições é a senda de todos os budas e cada uma das seis silabas elimina um dos venenos da consciência humana.

Quando recitamos este mantra, estamos na verdade repetindo o nome de Chenrezig. Este mantra é investido com a benção e o poder da mente de Chenrezig, sendo que ele mesmo reúne a benção e a compaixão de todos os budas e bodhisattvas. Desta forma o mantra é imbuído com a capacidade de purificar nossa mente de sua obscuridade. O mantra abre a mente para o amor e compaixão e a conduz ao despertar. Cada sílaba é uma oração:

  • OM - abençoa para atingir a perfeição na prática da generosidade. Dissolve o orgulho e purifica o corpo
  • MA - Ajuda a aperfeiçoar a prática da ética pura. Liberta do ciúme e da luxúria e purifica a palavra.
  • NI - Ajuda a atingir a perfeição na prática da tolerância e paciência. Consome a paixão e os desejos e purifica a mente.
  • PAD - Ajuda a conquistar a perfeição na prática da perseverança. Elimina a estupidez e purifica as emoções.
  • ME - Ajuda a conquistar a perfeição na prática da concentração. Liberta da pobreza e da possessividade e purifica as condições latentes.
  • HUM - Ajuda na conquista da perfeição na prática da sabedoria. Consome a agressão e o ódio e purifica o véu que encobre o conhecimento.
Estas seis silabas correspondem à transcendental perfeição dos budas secretos.
OM - Ratnasambhava, Buda que nos inunda com sua sabedoria de igualdade e nos liberta do orgulho espiritual, intelectual e humano
MA - Amogasidhi, Buda que nos inunda com sua sabedoria que a tudo realiza, a sabedoria da ação perfeita e liberta-nos do veneno da inveja e do ciúme
NI - Vajrasattva, Buda nos inunda com a sabedoria da vontade diamantina de Deus. Consome em nós o veneno do medo, da dúvida e da descrença em Deus, o único Guru
PAD - Vairochana, Buda que nos inunda com a sabedoria penetrante do dharmakaya, a poderosa Presença Eu Sou, consumindo em nós o veneno da ignorância
ME - Amithaba, Buda que nos inunda com a sabedoria da discriminação e consome em nós os venenos das paixões, todos os desejos intensos, cobiça, avareza e luxúria
HUM - Akshobhya, Buda que nos inunda com a sabedoria que se reflete como num espelho e consome em nós os venenos de raiva, ódio e criações de ódio

As seis silabas sagradas OM MANI PADME HUM são a essência das cinco famílias de budas secretos e são a fonte para todas as qualidades e profunda alegria. É a senda que conduz a uma elevada existência para a liberdade da alma.

video

Feng Shui e as energias Chi e Sha



Na concepção oriental a força criadora que produz a vida provém do Tao, sob a forma da energia Ch'i, que vem do cosmo como primeira manifestação da criação do universo sensível. O homem e também sua casa possuem o Ch’i vital que se relaciona com o universo, interagindo com nossos corpos e ambientes, que compreendida seu modo operante podemos canalizá-la e ampliá-la através do Feng Shui para uma vida melhor.

O Ch’i é uma energia favorável, que caminha em curvas levemente onduladas; o inverso é a energia Sha, que trafega em linha reta. O objetivo do Feng Shui é criar um melhor fluxo do Ch'i Universal, como no Reiki, Acunputura e outras técnicas orientais que canalizam ao nosso corpo tal energia. Aumentando o fluxo dessas energias, teremos maior saúde, prosperidade, fortuna, harmonia e felicidade.


Assim quando analisamos um ambiente ou edificação em relação aos fluxos energéticos do universo promovemos um equilíbrio de forças planejadas a favor do habitante deste espaço. Aproveitando a interação destas mudanças ao pensamento e expectativas, podemos aumentar nosso poder de pensar positivo colaborando para mudar a realidade.




O Feng Shui, também conhecido como o vigor do Dragão, é a energia que existe e flui por nosso corpo e por todos os lugares que nos rodeiam, incluindo nossos lares. O Chi flui por nosso corpo através dos meridianos da acupuntura e a medicina chinesa nos diz que a enfermidade surge quando o Chi se estanca ou se acelera em alguma região. Cultivamos a energia vital para manter nosso corpo com saúde e harmonia.

Tudo o que nos rodeia, sejam elementos minerais, animais e vegetais tem a energia Chi. Cada casa também tem um Chi que a caracteriza, assim podemos nos sentir mal ou nos sentir bem em um local, dependendo da energia do ambiente.



O Feng Shui estuda como o Chi se espalha por nossa casa através dos quartos, salas, áreas e corredores, entrando e saindo por portas e janelas. Quando o Chi flui livremente, as pessoas desfrutam de uma existência mais harmônica. Se o Chi é detido por algum motivo, surgem problemas na vida cotidiana, em nossas metas, projetos, influindo em todos que moram no local.
Existem duas formas de Chi:
  • o Sheng Chi, o que alimenta, se move em forma ondular e deve ser estimulado.
  • o Sha Chi, o que debilita e destrói, se move em linha reta ou se estanca, e deve ser corrigido.
O Chi é bloqueado e se converte em Sha quando:
  • Grandes edifícios construídos muito perto uns dos outros, sem espaço para a luz solar e o vento,
  • Postes de iluminação ou árvores que bloqueiam o portão de entrada
  • Casa com móveis muito pesados ou excesso de móveis
  • Porta de entrada em frente a janela ou de uma porta de saída, acelera a saída do Chi e impede que alimente a casa.
  • Um hall muito escuro ou deprimente impede a entrada do Chi.
  • A entrada deve estar iluminada e com objetos bonitos, que dêem uma recepção calorosa e acolhedora.


Para perceber o Chi em um ambiente basta usar os nossos sentidos. Se o ambiente nos agrada visualmente, tem odor agradável e nos faz sentir bem indica uma boa circulação do Chi. Igualmente podemos ver a energia Chi pelo jardim de uma casa. Terrenos com árvores, grama verde e um jardim com flores tem boa circulação do Chi, ao contrário de terrenos gastos pela erosão, árvores debilitadas ou terrenos áridos.

Água limpa, com vida e em movimento, traz bons fluidos. A água estancada ou em correntezamuito rápida traz justamente o contrário.
Animais domésticos saudáveis mostram bom Chi, já ratos ou cães fracos e de aspecto feio são indicações de mau augúrio. Também devem ser considerados os fatores humanos.

O Feng Shui não recomenda uma casa que esteja ao lado de um lugar cheio de conflitos ou associado à violência, morte ou dor, como um cemitério, um matadouro, um bordel, uma delegacia de polícia ou uma prisão. Lugares com bom Chi ficam próximos a parques, praças, jardins de infância, espaços culturais como bibliotecas, casas de cultura ou lugares que propiciem crescimento pessoal.


Feng Shui e a aplicação do Baguá



A pratica milenar da civilização oriental e muitas experiências ocidentais mostram que o FENG SHUI, aplicado na arquitetura, provoca mudanças significativas no cotidiano das pessoas que ali moram ou trabalham, trazendo-lhes melhor qualidade de vida pessoal, familiar, harmonia, prosperidade, felicidade, saúde e paz.

O Ba-guá é um mapa de forma octogonal, que indica as diversas formas que a energia Ch’i se manifesta em uma determinada posição do ambiente, terreno ou imóvel para a identificação dos diversos tipos de energias a serem manipuladas. A manipulação se dará na Espiritualidade, Carreira, Proteção, Criatividade, Relacionamentos, Sucesso, Saúde, Prosperidade e Família daqueles que ali vivem.


Sempre se entra na casa pelo lado esquerdo que é a Espiritualidade, ou pelo centro que é a Carreira, ou pelo lado direito que é o canto dos amigos. Aplica-se o Ba-guá na porta de entrada do ambiente, casa ou empresa, e a posição é olhar para dentro da casa, cômodo ou local. Avaliando as inúmeras formas de energia que influem nas diversas áreas do local, aplica-se o Ba-guá.

TRABALHO
  • Alinhada com a parede onde se localiza a porta principal.
  • Trigrama Kan, elemento Água, cores: Azul, Índigo e Preto. As cores e o elemento quando usados nessa área, dá equilibro e ativa a carreira e profissão.
  • Representa a carreira profissional e o dia-a-dia, o modo como realizamos as coisas, a transformação da matéria, o movimento, o objetivo, a missão de vida, o destino, o trabalho sobre a própria essência.
SUCESSO
  • Está no oposto à porta principal
  • Trigrama Li, elemento Fogo, cores: Vermelho e Dourado. As cores e o elemento quando usados nessa área, dá equilibro e ativa o sucesso, a reputação, a imagem social, a evidência.
  • Este setor representa você em relação ao meio social, é a realização pessoal no mundo, perante a comunidade. Numa espiral maior expressa a realização do Ser no mundo. O sucesso está no oposto da porta de entrada.
AMIGOS
  • Está à direita da porta principal.
  • Trigrama Chien, elemento Metal, cores: Branco, Cinza e Preto. As cores e o elemento quando usados nessa área, dá equilibro e proporciona harmonia com os amigos, para receber apoios e conseguir aliados em seus projetos, além de ativar as novas amizades.
  • A amizade envolve, além daqueles que nos são queridos e próximos, as pessoas que podem influenciar o nosso desenvolvimento pessoal. Está à direita da porta de entrada.
CRIATIVIDADE
  • À direita da porta principal.
  • Trigrama Tui, elemento Metal, cor: Branco. A cor e o elemento quando usados nessa área, dá equilibro e ativa a criatividade além de favorecer e proteger os filhos.
  • A criatividade é um estado de graça, de abertura e receptividade para com a inspiração do céu que desenvolve as formas na terra. As crianças são a imagem deste setor, evocando o sorriso e a graça da inocência natural perante à vida que propicia as boas idéias e o bem pensar.
RELACIONAMENTOS
  • Está ao lado direito do sucesso.
  • Trigrama Kun, elemento Terra, cores: Vermelho, Rosa e Branco. As cores e o elemento quando usados nessa área, dá equilibro, harmoniza e protege os relacionamentos. O vermelho nessa área ativa e protega a energia sexual do casal. O Rosa protege ou propicia novos relacionamentos afetivos.
  • Relacionar-se é em síntese a nossa capacidade em dar e receber, é troca, doação e receptividade. Esta área trata da relação com o outro, seja amorosa, profissional ou pessoal.
ESPIRITUALIDADE
  • À esquerda da porta principal.
  • Trigrama Ken, elemento Terra, cores: Preto, Verde, Azul e Violeta. As cores e o elemento quando usados nessa área, dá equilibro e ativa a espiritualidade, o entendimento, a fé e esperança.
  • Este setor representa a essência das coisas e a motivação interior pela qual nos movimentamos pela vida. Está ligada ao desenvolvimento mental, emocional e espiritual, ao auto-conhecimento e à estima.
FAMÍLIA
  • À esquerda a porta principal.
  • Trigrama Chien, elemento Madeira, cor: Verde. A cor e o elemento quando usados nessa área, dá equilibrio e dá saúde e harmonia à família.
  • Da família recebemos nossa primeira estrutura psicológica e características genéticas, esta área diz respeito à saúde e ao renascimento da vitalidade a cada primavera, da capacidade de nos superar e refazer a cada momento.
PROSPERIDADE
  • À esquerda do sucesso.
  • Trigrama Sun, elemento Água, cores: Azul, Violeta e Vermelho. A cor e o elemento quando usados nessa área, dá equilibro e ativa a prosperidade.
  • Esta área esta relacionada a abundância. Prosperar é crescer, desenvolver-se em todos os aspectos da vida: conhecimento, saúde, dinheiro, amor. Envolve principalmente o aspecto espiritual, que nos ensina como fazer bom uso do que recebemos.
A cozinha é considerada o núcleo da casa. É ali que se prepara o alimento, que é sinônimo de vida. É na cozinha que habita o fogo transformador, o mesmo fogo que iluminou o alvorecer da civilização humana, e que simbolicamente pode ser visto como a chama da vida.

Muito pode ser feito para dinamizar a sua cozinha, mas o mais importante é transformá-la numa área nobre da casa, mantendo-a limpa, arrumada, livre de cheiros desagradáveis, livre de objetos que lhe sejam estranhos, em bom estado de conservação, com todos os seus instrumentos funcionando e obedecendo as orientações do Feng Shui.

No Feng Shui há uma regra inflexível: Todo lixo deve ser mantido longe do fogão e da cozinha. Lixo representa a morte e a cozinha a fábrica da vida.


Pode-se colocar a figura do Ba-guá para proteção do ambiente sobre a porta de entrada, do lado de fora. Em igual posição na porta do banheiro evita-se que a energia que envolve o dinheiro vá pelo fluxo energético do esgoto, como também em paredes de quartos que possuam encanamentos inibindo energias negativas sobre as pessoas, e assim outras situações inúmeras. O banheiro, embora seja usado constantemente, é um ambiente que retém energias negativas. Um modo de minimizá-las é deixar sempre fechada à porta do banheiro e tampa do vaso sanitário.


Outras energias que podem ser movimentadas são aquelas estagnadas, que se impregnam em objetos inúteis ou em desuso. Um modo de livrar-se delas, é retirando esses objetos e doando para outros. Aparelhos eletrônicos com defeito, relógios parados, roupas e sapatos que não se usa por muitos anos, que devem ser retirados do ambiente.

Feng Shui é acima de tudo uma organização do ambiente para que as energias possam fluir sem encontrar obstáculos. As energias estagnadas, que não fluem, revertem-se em energias negativas que se manifestam em doenças e fracassos das pessoas, empresas, imóveis, ambientes, cidades, países, etc.

As cidades e países podem harmonizar a energia através de portos, aeroportos e estradas que são os acessos ao local, e utilizar o baguá para posicionamento do governo, das áreas de lazer, indústrias e comércios, etc.

Indústrias, comércios, profissionais liberais e empresas em geral, conseguem maior visualização, sucesso e prosperidade utilizando as cores e elementos em suas fachadas e adequadas ao seu negócio, como também harmonizando os ambientes de acordo com o Baguá.

Feng Shui e os cinco elementos



O Feng Shui analisa a otimização da energia Ch’i através do princípio dos cinco elementos, que são a manifestação desta energia, madeira, fogo, terra, metal e água, entendendo-os não como matéria mas como princípios que regem a vida, interagindo com as cores, estações do ano, pontos cardeais, universos cósmico e nosso corpo físico, psicológico e espiritual.

  • Elemento Madeira, Júpiter, Leste, primavera, cor Verde
  • Elemento Fogo, Marte, Sul, Verão, cor Vermelho
  • Elemento Terra, Saturno, Meio da Terra, Meio do Verão, cor Amarelo
  • Elemento Metal, Vênus, Oeste, Outono, Cor Branco
  • Elemento Água, Mercúrio, Norte, Inverno, Cor Preto

Tais elementos criam um circulo onde:
  • Na primavera, a vida das plantas começa a crescer, mostrando folhas verdes, marca o inicio de um novo ano e o sol nasce no leste.
  • No verão, o vermelho representando a força do sol, que ao meio dia está no sul. O amarelo é a cor da terra na China Central.
  • No outono inicia-se a colheita e como período de fartura e iniciavam-se as guerras nos tempos antigos. O metal fabricava-se as armas para a guerra e no branco via-se o ferro polido.
  • No inverno, o meio do ano, o preto é a referencia na ausência do sol, quando ocorrem as chuvas vindo do norte como água.

Na ótica dos 5 elementos, eles se unem em sequência produzindo efeitos um sobre o outro e criando algumas formas de ciclo. No ciclo de geração:
  • a madeira alimenta fogo,
  • o fogo produz cinzas (representada pela terra),
  • a terra gera minerais (representados pelas rochas e metais),
  • o metal gera água a partir da sua fusão fluindo como água,
  • e a água nutre as árvores gerando madeira.

Mas há outra relação entre os elementos chamada ciclo de dominância, representando uma relação de reciclagem e controle entre os elementos. Quando 2 elementos se situam lado a lado neste ciclo, um destrói o outro:
  • a madeira penetra na terra através das raízes das plantas;
  • a terra polui água;
  • a água apaga o fogo;
  • o fogo derrete o metal;
  • o metal corta a madeira.

Estes elementos são os referenciais para definição das formas, posições e cores dos mobiliários e edificações em relação ao seu usuário, a fim de obter os resultados positivos preteridos.

Feng Shui, a harmonização da vida



A expressão FENG SHUI é a denominação de uma técnica milenar da China e foi iniciada por volta de 5.000 anos atrás, como observação cuidadosa da realidade e da necessidade de encontrar instrumentos de controle energético. Feng Shui quer dizer literalmente vento/água, pronuncia-se fong suei, que segundo os antigos chineses eram as duas potências mais importantes para o sucesso ou fracasso das lavouras de arroz.

Em seguida, os antigos mestres dirigiram a sua lente para os cemitérios, pois acreditavam que se os mortos estivessem bem, a vida dos vivos seria boa, do contrário, seria ruim.
Assim o Feng Shui nasceu preocupado com a vida e com a morte, mas evoluiu para incluir entre as suas principais atribuições as residências e os locais de trabalho.

Baseada também nos ensinamentos do I CHING esta técnica busca utilizar a energia Ch’i, para mudanças positivas na vida das pessoas em seus locais de moradia e trabalho, buscando atingir : a prosperidade, a felicidade e a harmonia, desviando a energia nociva e atraindo a boa sorte.


Na China, o Feng Shui era uma ciência reconhecida pelo governo imperial e supervisionada diretamente pelo Imperador, até a ascensão do regime comunista, visando manter a produção agrícola e simultaneamente os fins estéticos e o equilíbrio das forças mágicas. Mas só surgiu no Ocidente com o surgimento da Nova Era de Aquário e o reconhecimento dos resultados positivos desta arte tem feito com que empresas como a Coca Cola, Grandes Bancos e outras invistam milhões de dólares em novas edificações totalmente baseadas no Feng Shui.

Seguidores